sábado, 17 de outubro de 2009

E assim virei blogueira



Sabadão! Hoje passei o dia arrumando casa. Mas não foi uma simples faxina de sábados. Hoje foi "arrumar a casa por que a filha tá chegando"! Depois de sete meses na Irlanda (curso de ingles, intercambio, temporada fora e outros motivos deste tipo...) minha filha volta pra casa. Chega no início da semana.
Ela e eu moramos em Floripa, num apartamentinho pertinho da praia do Campeche. Meus outros três filhos moram em Minas. (O apartamento da reforma é em BH, mas isto é uma outra história). Quando ela falou em viajar, em passar um tempo fora do Brasil, entrei em pânico só em pensar que ficaria aqui sozinha. Não sabia como seria esta história de ser só eu em casa. Sabe aquelas coisas de cozinhar só pra mim (ops! comprar comida só pra mim - difícilmente cozinho), manter a casa arrumada só pra mim, chegar em casa e encontrar tudo exatamente como eu tinha deixado... Sem nenhum filho por perto!
Mas foi uma experiencia legal pras duas: ela lá na Irlanda, longe de todo mundo, vivendo (e aprendendo) um monte de coisas novas, com tudo diferente do que estava acostumada: pessoas, sons, idiomas, cheiros, sabores, clima (tô ansiosa pra saber sobre tudo, em detalhes).
Eu aqui, sem nenhum filho por perto, sem ninguém pra cuidar, ninguém me esperando chegar em casa... Mas não foi tão ruim assim. Passados os primeiros dias, acabei achando até interessante. Uma situação que ainda não tinha vivido. Então resolvi aproveitar e curtir a minha sozinhez: fazer as coisas no meu tempo e cuidar um pouco de mim. Li muito, vi muitos filmes, cuidei da minha casinha. Fiz uma dieta, fui pra academia. Perdi quase 10 kilos!
E ainda virei blogueira! Como a minha comunicação com minha filha era basicamente pela internet (msn, skipe, emails) passei mais horas no computador. E naveguei por blogs e mais blogs e um dia decidi me arriscar e criei este blog. Uma brincadeira que tô adorando! Estou viciada nestes blogs! (igual ao selinho que ganhei...)
E hoje tô aqui, morrendo de saudades mas já preparando a casa, porque ela já tá voltando!

7 comentários:

Ruby Fernandes disse...

oie Janete!! Adorei sua visita e amei saber um pouquinho sobre você aqui!
Bjo bjo florzita :)

Ana Medeiros disse...

Oi Janete,

Obg pela visitinha lá na Casa viu? Seja sempre muito bem vinda.

Solidão, as vezes é tão boa, tão companheira. Nada melhor do que um tempo só pra gente, ainda mais pq abre a possibilidade de descobrirmos outras coisas que fogem do nosso cotidiano, como aconteceu com vc.

Agora é só esperar a filhona chegar.

Beijocas

Lidiane Vasconcelos disse...

Oi, Janete!
Fiquei muito contente em ter recebido sua visista no Bicha Fêmea, viu? Muito obrigada. E obrigada pelos elogios ao blog. :D

Acredito que quando você vir este comentário, já estará com sua filha. Acabei de ter o primeiro contato contigo, mas você me pareceu muito simpática e do bem. Desejo que você esteja bem e muito feliz, e que possa dar muitos e muitos abraços carinhosos na filhona. :)

Beijos

Fabi Carvalhos disse...

Janete, às vezes, qd paro para olhar Sophia, fico imaginando ela adulta, cheia de planos, independente, buscando seu próprio caminho. Aí penso nela saindo de casa e me dá um apeeerto no coração! Mas imagino que o tempo, e as experiências que vivemos enquanto mãe, nos vá preparando p/ estes momentos, não é? Tomara que sim! :) Beijão, Fabi.

Dorinha Junqueira disse...

quue delicia que sua filha vai chegar, deeve estar feliz e que bom que teve um tempo pra cuidar de vc, ler e fazer o q beem quisesse, que bom também que virou blogueira, assim temos o prazer da sua amizade!

obrigada por mais uma visitinha, adoro!!!
beijos

Déa disse...

Oie Janete, adorei sua história :D
Blogueira novata, como euzinha...hehehehehe. Show, continue escrevendo...mtu legal! Parabéns!!
:**** Bjokas
Obrigada pela visita! Depois dá uma olhadinha lá de novo..rs, e vê minha mini-poltrona...eu que fiz...:D

Vilma Pires disse...

Olá,me identifiquei muito contigo só que ainda não estou sentindo as dores ou alegrias do ninho vazio,mas tô naquela idade que descobrir o mundo virtual é ao mesmo tempo intimidador,porque tem muitas coisas que são necessárias aprender,mas também é estimulante.Sou blogueira há 3 anos e adoro.Tô seguindo seu blog,se quiser me visitar vou gostar muito.